top of page

Quatro Remédios para transformar Sentimentos Negativos em Positivos

Já pensou ser possível simplesmente apertar um botão que imediatamente mudasse seu estado de consciência, transformando cada sentimento negativo em algo positivo? Pois bem, isso já é possível! O botão é acionado toda vez que você se pergunta “Como eu faço?” e agora chegou o momento de você descobrir quatro "remédios” que surgem na sua consciência após se fazer essa pergunta. Usá-los, sempre que necessário, muda seu estado de consciência e transforma verdadeiramente suas emoções.

Aproveite a “jornada” que este artigo pretende proporcionar!

 

1. Raiva



A raiva é como um fogo que pode até nos impulsionar a sair de uma situação que nos faz mal, porém, trazendo consigo um poder abrasivo que destrói tudo ao seu redor, minando e esgotando nossas forças. Mas e agora, como apagar essa chama que nos corrói e desgasta internamente? 


Como eu faço para transformar a raiva?

O remédio para a raiva é a compaixão. Significa conseguir entender o outro no mundo dele e perceber que ele só consegue agir de determinada forma. Esse entendimento profundo, vai mais além da empatia, pois você pode, inclusive, perceber formas de ajudar o outro e compreender claramente como deve ser o seu comportamento diante da situação. Se você tem raiva de algo inanimado, como um objeto por exemplo, precisa observar se o objeto é de alguém ou então olhar para si mesmo, para sua forma de ver o mundo e de agir, sendo compassivo consigo mesmo.


Utilizando este remédio, aos poucos, você se tornará capaz de olhar para o alvo da sua raiva de forma compassiva, aceitando aquela pessoa ou situação assim como é, deixando-a em paz dentro das suas limitações, para que você também possa preservar a sua própria tranquilidade. Então, se surgir serenidade em vez de raiva quando você pensar ou vivenciar situações que te desestabilizariam anteriormente, significa que o remédio da compaixão  fez efeito!


 

2. Insatisfação



Insatisfação: uma sensação de que nada é suficientemente bom para nós, como se vivêssemos eternamente em um dia cinzento onde tudo dá errado e as pessoas cooperam contra nós. Como lidar com essa emoção sutilmente avassaladora que bloqueia as possibilidades de encontrarmos alegria genuína em aproveitar os momentos da vida?


Como eu faço para resolver minha insatisfação?

O remédio para a insatisfação é a generosidade. Quando agimos “sob efeito” da generosidade, é possível sentir vontade de fazer algo por si ou pelo outro sem ser mesquinho nem esperar nenhuma recompensa. E quando isso acontece, surge uma alegria genuína, resultado de uma produção interna de neurotransmissores, que dão a sensação de preenchimento daquele vazio interno. Um bom remédio coadjuvante, que potencializa a generosidade, é largar a crença de que pessoas “boazinhas” sempre ganham algo em troca de seus atos de bondade.


Portanto, se você conseguir fazer o bem esperar nada, e passar a sentir satisfação em fazer algo de bom, significa que o remédio da generosidade agiu com eficácia em sua insatisfação e trouxe como resultado a verdadeira alegria!

 

3. Medo



Então, chegamos ao medo: este difícil sentimento apresenta-se com duas faces: quando o medo é sentido a partir de algo concreto que nos coloca em riscos reais, ele nos protege a partir de nosso instinto de sobrevivência. No entanto, por outro lado, o medo também pode surgir por fatores abstratos e imaginários, como quando as crianças se sentem aflitas de dormirem sozinhas ao temer a chegada de monstros que se escondem na escuridão.


Como eu faço para me livrar do medo? 

O remédio para o medo é a lucidez. Com ele, tudo passa a ficar mais claro, consciente, e não há o que temer, pois quando há compreensão a partir da verdade, começa a surgir em nós o amor pela vida e pelas situações como se apresentam. Assim, a lucidez age como uma lanterna (luz) mostrando que, na realidade, o que parecia ser um monstro era apenas uma roupa no cabide. A verdade nem sempre é fácil, bonita ou feliz, mas olhá-la com lucidez é o único caminho capaz de revelar as soluções eficazes para a situação que gerou o medo.


O remédio da lucidez, que vê a verdade de todas as situações, fez efeito quando esse sentimento de medo se inverte para o sentimento de amor incondicional (aquele que sentimos mesmo em situações complexas), nos trazendo uma sensação de confiança no fluxo da vida, exatamente como ela é!

 

4. Insegurança



A insegurança é sentida como desamparo ou fraqueza para experimentar os desafios naturais da vida. Durante nossa trajetória, inúmeras vezes iremos nos deparar com situações inusitadas e decisões que nos impelem a trilhar um caminho desconhecido, que podem gerar o medo de errar e, assim, a insegurança.


Como eu faço para ser seguro? O remédio para a insegurança é a responsabilidade. Para utilizar este antídoto corretamente,  confie plenamente que todos nós temos a habilidade em responder aos desafios da vida. Seguros de que sempre saberemos como agir, baseados no histórico de nossas próprias experiências e certos de que precisamos atender ao chamado do coração, caminhamos longe da culpa.


Logo, se você tomar o remédio da responsabilidade certinho, você não será dependente de outros e ficará muito fortalecido ao sentir “o peso das suas próprias escolhas”. É isso que te faz bem e te faz se sentir seguro!

 

Por fim...


Esses remédios não são pílulas que você engole, mas sim uma mudança de perspectiva e de atitude. Eles requerem prática, então tranquilize-se pois quanto mais você aplicá-los à sua vida, mais hábil em usar estes remédios você ficará!


E, da próxima vez que se encontrar experimentando sentimentos negativos, lembre-se de que há um remédio sempre à sua disposição que não possui contraindicações para que você possa transformá-los em algo positivo.


Consciência é energia, que é transformada em emoção (bioquímica) no nosso corpo. Por isso, dependendo do estado de consciência que estamos, sofremos muito. No entanto, sempre que mudamos a nossa consciência, as nossas emoções também são transformadas, modificando a forma como nos sentimos!


 




Na busca por uma vida significativa?


A Bioquímica das Emoções não apenas favorece o desenvolvimento individual, mas também se mostra altamente relevante para a medicina, o aconselhamento psicológico e a terapia, visto que consciência, mente e corpo não são separados e aquilo que acontece em um, acontece no outro também. Essa intercomunicação, mediada pelas emoções, é o princípio fundamental da Bioquímica das Emoções© e compreender como funciona nosso diálogo com a vida é uma soft skill fundamental nos dias de hoje.


Por isso, convido você a conhecer a Formação em Saúde Emocional e Inteligência Espiritual. Um verdadeiro mapa da comunicação energética e emocional, que te permite ter autonomia para encontrar soluções inovadoras para problemas complexos e sofrimentos emocionais.


Aperte o botão e confira todos os detalhes do curso!

 

A jornada continua!


Se você gostou do conteúdo do artigo, confira também o post sobre o tema.




Comments


bottom of page